BLOG

O que muda para entrar nos EUA Pós-covid?

Depois do COVID-19, entrar nos EUA se tornou um pouco mais complexo. Isso porque, novos requisitos foram impostos, e alguns processos se tornaram mais difíceis.

Compartilhe

Depois do COVID-19, entrar nos EUA se tornou um pouco mais complexo. Isso porque, novos requisitos foram impostos, e alguns processos se tornaram mais difíceis.

 

As novas regras, que entraram em vigor no dia 6 de dezembro, incluem a realização do teste do COVID-19, bem como uma série de outras comprovações para que os viajantes possam ingressar no país.

 

E nesse post, vamos explicar de forma detalhada tudo o que você precisa saber para planejar a sua viagem.

Quais são as novas regras para entrar nos EUA?

A primeira grande mudança para quem deseja entrar nos EUA a partir de Dezembro de 2021, é em relação ao teste do COVID-19. Antes, o viajante podia fazer a testagem até três dias antes de entrar no país.

 

Agora, só serão aceitos testes feitos UM DIA ANTES da viagem!

 

Outra mudança que deixa a entrada mais rigorosa é em relação ao uso de máscara. Foi ampliada a obrigatoriedade do uso desse item em aviões, trens e outros meios de transporte para até 18 de março. E isso inclui viagens domésticas e internacionais.

 

Ou seja, o viajante será obrigado a usar o item tanto para entrar nos EUA como dentro dos estados americanos. Em caso de descumprimento dessa regra o viajante poderá receber uma multa de USD 500. Em caso de reincidência ela pode chegar a USD 3.000.

 

Outra mudança que o Governo Americano já colocou em vigor foi exigir que as companhias aéreas revelem os nomes de passageiros que estiveram nos oito países da África Austral (África do Sul; Botsuana; Zimbábue; Lesoto; Moçambique; Namíbia; Suazilândia e Malawi). Isso porque, foram nesses países que foram identificados os principais casos de Ômicron.

Haverá restrições de viagens?
O Governo Americano não criou novas restrições para viagens. Contudo, é importante ressaltar que ainda há restrição para passageiros que estão vindo de países africanos.

 

Para o Brasil, as fronteiras estão abertas desde Novembro de 2021. No entanto, por conta do acúmulo de solicitações de visto dos dois últimos anos, a maioria dos agendamentos de entrevistas estão sendo realizados com prazos mais estendidos. Hoje, por exemplo, os próximos agendamentos são a partir de Julho. Quer que a Faustino Vistos ajude neste processo? Clique aqui agora.

 

As novas medidas criadas pelo Governo Americano, tem como objetivo evitar o avanço da variante ômicron. Ela tem um potencial contagiante alto e os Estados Unidos registraram o primeiro caso no dia 1º de dezembro de 2021.

E a vacina?
Outro requisito fundamental para quem deseja entrar nos EUA é a vacina. Importante ressaltar que os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC) estão aceitando apenas as vacinas aprovadas e autorizadas pela FDA, ou que estão na Lista de Uso de Emergência da OMS (EUL).

Isso inclui Pfizer, Janssen, AstraZeneca e Coronavac, todas aplicadas dentro do Brasil.

Essa é uma medida para estimular a vacinação em massa, que é fundamental para evitar uma nova onda de variantes.

De acordo com Joe Biden, presidente dos Estados Unidos: “Sempre vou garantir que nosso povo seja protegido primeiro, mas vacinar o mundo não é apenas uma obrigação moral que temos, na minha visão. É como nós protegemos os americanos. É uma pandemia global, e todos precisam lutar juntos”.

Dicas para quem deseja entrar nos Estados Unidos
1- Tenha um Seguro Viagem
O seguro viagem é indispensável para quem vai aos Estados Unidos. Isso porque, ele cobre uma série de custos, incluindo, em alguns casos, o teste de COVID-19.

Logo, contratando esse tipo de serviço você terá mais tranquilidade para viajar, e, ainda, evitará pagar mais caro para realizar o teste.

2- Agende o visto o quanto antes
Mais uma das dicas para quem deseja entrar nos EUA sem problemas é agendar a retirada do visto. A emissão desse documento ficou suspensa por praticamente dois anos.

E agora, com a abertura das fronteiras, a demanda para emissão cresceu drasticamente.

Por isso, o ideal é agendar o quanto antes para evitar que a sua viagem acabe atrasando. Fale conosco agora que podemos te auxiliar neste processo.

3- Conte com auxílio de uma empresa especializada
As regras para entrar nos EUA estão mudando constantemente por conta das medidas para evitar o avanço de variantes. Por conta disso, o ideal é contar com o auxílio de uma empresa especializada.

Com esse tipo de empresa você terá todo o suporte necessário para fazer o agendamento da retirada do seu visto, bem como para planejar toda a sua viagem. Nós aqui da Faustino Vistos podemos te auxiliar no agendamento de seu visto. Clique aqui agora.

Assim você pode viajar com mais tranquilidade.

4- Mantenha a sua documentação relacionada a saúde sempre em dia
O COVID-19 redobrou os cuidados e regras para viagens. Se antes as exigências em relação à saúde dos passageiros já eram muitas, agora elas triplicaram.

Por isso é muito importante manter toda a sua documentação relacionada a saúde em dia, principalmente a carteira de vacinação!

Atualmente a vacinação do COVID-19 é a mais importante para quem deseja entrar nos EUA.

Por isso, é importante dar uma atenção especial a esse aspecto antes de viajar. Confira com o consulado do país para onde você vai, quais são as vacinas exigidas e também o tipo de comprovação aceita.

Em alguns casos, não basta apenas apresentar a carteirinha de vacinação, é necessário uma certificação com validade internacional. Sem ela você não poderá embarcar, mesmo que todos os outros documentos estejam em dia.

Então, não deixe de se atentar a esses detalhes. Dessa maneira você poderá viajar com mais tranquilidade, segurança e evitando dores de cabeça por conta de detalhes simples.

Esses são os principais novos requisitos para entrar nos EUA pós COVID-19. Contudo, não deixe de ficar atento ao site do consulado, pois, como o cenário pós-pandemia ainda está muito instável, novas mudanças podem acontecer.

×